10 coisas que você não sabia sobre A Dama e o Vagabundo

damavagabundo.jpg

Antes de 101 Dálmatas, Bolt, e Air Bud, teve A Dama e o Vagabundo. Ele foi lançado em 1955 e possui uma legião de fãs. Depois de 61 anos, confira 10 fatos que você provavelmente não sabia sobre ele.

1. Os animadores usaram seus próprios rostos como referência para os personagens

Lady-and-the-Tramp-06.jpg

Para dar aos movimentos faciais dos cães (emoção e fala) um aspecto realista, os artistas faziam caretas no espelho e estudavam como as suas características eram alteradas. Eles então encontraram uma maneira de incorporar essas mudanças sutis nas faces dos cães do filme.

2. A Dama foi baseada em um cão de verdade

Lady-and-the-Tramp-12.jpg

Depois de ver os esboços que Joe Grant fez de seu animal de estimação, um Springer Spaniel Inglês, Walt Disney incentivou o escritor/artista a criar um storyboard completo com o cachorro. Assim como a Dama, o cão de Grant (também chamado Dama) estava aprendendo a lidar com um novo bebê na casa.

3. Um momento da vida pessoal de Walt Disney inspirou uma famosa cena

how-to-be-bold-lady-and-the-tramp.png

A cena em que Jim Dear presenteia sua esposa com a Dama em uma caixa de chapéu foi inspirada em uma situação semelhante vivida por Walt Disney. Durante o Natal em um determinado ano, Walt colocou uma filhote de cachorro (batizada como Sunnee) em uma caixa de chapéu e deu a sua esposa.

4. O cenário foi inspirado na cidade natal de Walt Disney

Lady-and-the-Tramp-03.jpg

A pequena cidade de A Dama e o Vagabundo foi inspirada em Marceline, Missouri. A cidade também foi parte da inspiração da Main Street na Disneyland, que abriu um mês depois de A Dama e o Vagabundo estrear.

5. Animais de verdade foram levados para o estúdio como referência

babies_ladyandthetramp2-1200x672.jpg

De fato, o animador Wolfgang Reitherman estudou ratos quando foi animar a cena do rato.

6. Walt foi pessoalmente responsável por dar nome ao Vagabundo

Lady-and-the-Tramp-01.jpg

Depois de lutar para sugerir o nome perfeito para o par amoroso da Dama, Walt Disney sugeriu Vagabundo como uma possibilidade e o nome pegou.

7. O Vagabundo foi inspirado por um conto

Lady-and-the-Tramp-08.jpg

Enquanto a inspiração para a Dama veio do cão de um animador, Walt teve a ideia do Vagabundo baseada no conto Happy Dan, The Whistling Dog, de Ward Greene. Depois de perceber que os dois personagens seriam perfeitos juntos, Walt pediu o autor para escrever um romance, que acabou sendo intitulado A Dama e o Vagabundo: A História de Dois Cães. Ele foi lançado em 1953 e serviu como fonte principal para a película.

8. Uma famosa cantora trabalhou na música e dublou uma personagem no filme

PegLadyandtheTramp.jpg

Peggy Lee, que era uma cantora de jazz famosa na época, emprestou sua voz para a personagem Peg, e escreveu as letras para muitas das canções originais do filme. Ela até cantou algumas delas, incluindo “He’s a Tramp,” e “La La Lu”.

9. A Dama e o Vagabundo foi o último filme em que Wolfgang Reitherman trabalhou como animador

day-at-the-park-lady-and-the-tramp.jpg

Ele então passou a dirigir filmes como: A Bela Adormecida, 101 Dálmatas, Mogli O Menino Lobo e Aristogatas.

10. Foi o primeiro filme da Disney filmado com a tecnologia CinemaScope

Lady-and-the-Tramp-1200x724.jpg

Para passar o detalhado cenário vitoriano, os animadores pintaram o fundo e animaram os personagens em cima dele. Os resultados são absolutamente deslumbrantes.

Fonte: Oh My Disney

Obrigado por OrlandObservar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s